Carla Perdigão

Licenciada em Psicologia – pela Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa.
Pós-graduação em Ciências da Educação – “Administração e Organização Escolar” – pela Faculdade de Educação e Psicologia da Universidade Católica Portuguesa.
Executive Master in Management –  Católica Lisbon School of Business & Economics da Universidade Católica Portuguesa.

Diretora do Parque do Falcão desde 2000

 

Licenciei-me em Psicologia por desejar ajudar os outros a desenvolver o seu potencial humano, a ultrapassar problemas e dificuldades e a concretizar os seus objetivos de vida. Mas desde cedo me apaixonei pela psicologia do desenvolvimento da criança e pela Psicologia da Educação. No sentido de aprofundar os meus conhecimentos na área da educação e da organização escolar, fiz uma Pós-Graduação em Ciências da Educação.

O Projeto Educativo do Colégio do Parque do Falcão permitiu-me juntar as duas áreas da Psicologia e da Educação de que tanto gosto. Em 1999 ajudei este projeto a nascer (os seus espaços, a sua equipa, o seu modelo pedagógico, a sua estrutura e organização) e desde então que me dedico de alma e coração ao seu desenvolvimento, coordenação, aperfeiçoamento e crescimento. Em 2009 e em 2012 tornei-me mãe de duas crianças maravilhosas que, naturalmente, são educadas neste Projeto Educativo em que tanto acredito.

O meu foco diário é no bem estar, na segurança, no desenvolvimento e educação das crianças que acompanhamos hoje, mas de vez em quando, gosto de descansar o olhar na linha do horizonte, onde sonho os jovens e adultos de amanhã, cidadãos bem formados, realizados e felizes, que serão os responsáveis pela construção de um mundo melhor – projeto que todos temos de continuar. O meu contributo consiste em proporcionar às nossas crianças, um Projeto Educativo de excelência, num ambiente de afeto e amizade, no seio da família do Falcão.

São já largas centenas de crianças que passaram pelo Parque do Falcão. Todos eles ficam, para sempre, no coração da Equipa do Falcão e gosto de acreditar que todos eles levam consigo um pouco de nós.